Casa, como comprá-la sem fazer uma hipoteca

Comprar casa está a tornar-se cada vez mais difícil, sobretudo para quem não tem a liquidez necessária e se vê obrigado a recorrer a um crédito à habitação para concretizar a compra. Entre garantias cada vez mais rigorosas exigidas pelos bancos e altas taxas de juros, muitos se voltam para a fórmula do aluguel, para ter casa. Neste caso, oaluguel com resgate pode revelar-se uma oportunidade interessante. é um particular fórmula contratual, que lhe permite usufruir de um imóvel que, nos prazos definidos pelas partes envolvidas, poderá depois ser resgatado. Uma variante deste tipo de acordo é a fórmula alugar para comprar. Então, vamos ver em detalhes em que consistem e quais são os prós e os contras.

Aluguel com resgate e “aluguel para comprar”

EU’aluguel com resgate é um tipo especial de contrato que permite ao condutor receber o imóvel para alugar e ao mesmo tempo exercer umopção de compra no mesmo, mediante o pagamento de uma mensalidade acrescida a título de adiantamento. Ao contrário de um acordo escrito normal entre senhorio e arrendatário, no final do período estabelecido o arrendatário tem assim a possibilidade de se tornar o novo dono da casa pagando o resgate final. A renda com compra consiste na celebração de dois contratos, o de arrendamento e o de opção de compra; o comprador arrenda o imóvel mediante o pagamento de uma renda superior, destinada a cobrir parte da entrada do preço, no caso de opção de compra expressa no termo. O contrato de opção de compra, no qual está inscrito o preço de resgate, pode ser estipulado ao mesmo tempo que o arrendamento.

A fórmula alugar para comprar, termo de origem anglo-saxônica (literalmente “aluguel para comprar”), é um tipo de contrato que tem como objetivo a compra do imóvel. Difere do aluguel com resgate, pois através do aluguel para comprar o vendedor aluga o imóvel bloqueando o preço até que o comprador possa obter um financiamento bancário. O objetivo desta fórmula contratual é essencialmente permitir ao comprador adquirir os requisitos para aceder a um empréstimo bancário. É uma fórmula bastante flexível, que confere ao comprador a vantagem de poder utilizar de imediato o imóvel arrendado, mantendo-se nesta situação até que se enquadre nos requisitos para poder requerer o crédito à habitação.

Tipos de aluguel com resgate

Podemos distinguir o fórmulas diferentes de aluguel com resgate em:

contrato de arrendamento com venda preliminar (ou contrato de venda futura), a fórmula mais utilizada, para a qual é no entanto necessário recorrer a um notário. Se o inquilino não concretizar a venda da casa, o vendedor poderia reter as quotas anteriormente pagas como compensação, enquanto o contrato de arrendamento continuaria normalmente.

aluguel com opção de resgate com compra futuraque consiste na estipulação de um contrato normal de arrendamento, findo o qual (ou em data acordada no acto da escritura) o arrendatário pode exercer umaopção de compra da propriedade. Durante a locação, o locatário pagará ao proprietário da casa um aluguel acrescido, calculado sobre o valor de 20-30% superior à parcela do aluguel, que passará a ser deduzida do valor total solicitado para a venda do imóvel.

aluguel com resgate com reserva de propriedadeque permite ao vendedor adiar a transferência de propriedade somente após o comprador ter feito isso pagar o preço total de venda. Um verdadeiro contrato de venda, pelo qual os impostos são cobrados do inquilino.

quais regras

O contrato de locação com resgate está sujeito a regras precisasque definem o contrato entre o proprietário e o inquilino voltado para o aluguel com a adição da opção de compra.

Ao aderir a esta fórmula, o inquilino paga, como dissemos, um aumento da mensalidade de 20-30% em comparação com uma taxa mensal normal indicada pelos contratos de locação. A parte extra do pagamento será usada como adiantamento para qualquer compra posterior do imóvel. Querendo dar um exemplo prático, se uma renda mensal corresponder a 500 euros e o prémio acrescido previsto no contrato de arrendamento com contrato de compra e venda for de 30%, ou seja 150 euros, o valor a pagar mensalmente pelo potencial comprador será de 650 euros. Ao exercer a opção de compra, suponhamos que 4 anos depois, o inquilino poderá assim contar com um adiantamento já pago de 7.200 euros, que será subtraído ao preço de venda.

O adiantamento do aluguel com resgate não é um depósito a pagar no momento da assinatura do contrato (ao contrário do que acontece nos tradicionais pré-contratos), mas pode ser equiparado ao pagamento do mês de empréstimo. Além disso, a duração do aluguel com resgate não pode exceder dez anos. O proprietário e o inquilino podem escolher a duração do arrendamento, entre a clássica fórmula 4+4, ou a 3+2. O prazo de vigência da opção de compra afeta naturalmente a parcela majorada da parcela: quanto menor o prazo, maior o prêmio a ser pago e vice-versa.

Durante a fase em que se mantém a condição de arrendatário, o arrendatário não é obrigado (salvo excepções, como vimos) a pagar os impostos relativos à habitação, como por exemplo oIMU, pago pelo proprietário do imóvel até que o inquilino se torne formalmente proprietário. Isto também se aplica em caso de mudança de residência.

prós e contras

O aluguel com resultados de resgate barato no caso de não poder aceder temporariamente a um empréstimo bancário. Dito isto, apresenta vários vantagensmas também algumas desvantagenspara locador e locatário, aqui estão:

Benefícios para o comprador: maiores oportunidades de obter uma hipoteca em melhores condições; aumento do prêmio usado como adiantamento para a compra do imóvel; IMU pago pelo proprietário; preço do imóvel fixado no momento da assinatura do contrato;

Benefícios para o vendedor: venda de casa mais rápida; determinada renda imediatamente; retenção das parcelas de aluguel e aumento do prêmio caso o locatário se mostre inadimplente ou não exerça a opção de compra.

Entre desvantagens do contrato de locação com opção de compra encontramos, ao contrário, para o comprador: aumento do aluguel perdido se inadimplente; outra desvantagem é a possibilidade de pagar um preço final superior ao preço de mercado. De facto, neste tipo de contrato, o preço final de venda é decidido na assinatura do contrato, pelo que não tem em conta eventuais desvalorizações do imóvel;

para o vendedor: pagamento do imposto IMU até à venda definitiva do imóvel, bem como todas as despesas relativas a reparações extraordinárias; dinheiro parcelado e não em uma única solução, ao contrário de uma venda normal. Além disso, ele não poderá usar o incentivos fiscais Primeira casa para a compra de novos imóveis. Também pode acontecer que o inquilino decida não comprar o imóvel, mas não o libere: neste caso a única forma de recuperar a disponibilidade será recorrer à intervenção de um juiz.

Estipulação do contrato: algumas advertências

Para o estipular de um arrendamento com resgate, em particular aquele com opção de compra futura ou venda prévia, é importante recorrer a um notário, o que implicará um custo mais elevado da prática, mas também oferecerá maior garantias. A principal tarefa do notário será verificar a existência de um eventual hipoteca na propriedade a ser escolhida.

Atenção: o maior risco para potenciais compradores é aceitar a oferta de aluguel com opção de compra de construtores Para propriedades permaneceu não vendido. De facto, pode acontecer que a construtora tenha aproveitado uma hipoteca para garantir o empréstimo contraído para a compra de toda a área de trabalho. A hipoteca, portanto, também se estende a edifícios construídos posteriormente na área.

Similar Posts