Ferrovias, Strisciuglio no cume do Rfi

Gianpiero Strisciuglio deve em breve ser nomeado CEO da rede ferroviária italiana (grupo FS), com Dario Lo Bosco como presidente. Para a outra principal subsidiária das Ferrovias, a Trenitalia, Luigi Corradi deve ser confirmado e Stefano Cuzzilla, número um do Federmanager e diretor da FS, deve assumir a presidência. De acordo com o que foi relatado ontem pelo Giornale d’Italia, o comitê de nomeação dos Caminhos de Ferro teria indicado esses candidatos ao conselho de administração, que então deveria propô-los ao ministério acionista único da Economia para obter o sinal verde . São soluções internas que preocuparam os dirigentes do grupo liderado pelo CEO Luigi Ferraris (nomeado em 2021 pelo governo Draghi), mas que certamente serão apreciadas pelo Palazzo Chigi.

Strisciuglio, de Bari, nascido em 1975, é o atual CEO da Mercitalia Logistics e está na FS há mais de vinte anos. Na foto final, ele prevaleceu sobre Umberto Lebruto, CEO da FS Sistemi Urbani, cujo nome estava há muito tempo na pole position para a posição, mas sobre o qual também pesou a acusação pelo acidente do trem Pioltello em janeiro de 2018. estratégico para a implementação do Pnrr: terá de administrar 24 bilhões de euros destinados a mudar a face da Itália até 2026. A empresa também supervisionará a construção da ponte sobre o estreito.

A este respeito, importa referir que a WeBuild, empreiteiro geral da travessia estável do canal siciliano, é líder dos consórcios que obtiveram as empreitadas de duas obras estratégicas para o Pnrr, adjudicadas pela Rfi no valor total de 3,7 mil milhões euros. O primeiro contrato, no valor de 2 bilhões de euros, diz respeito à construção de obras no trecho Campania entre Battipaglia e Romagnano da nova linha de alta velocidade Salerno-Reggio. O segundo, no valor de mais de 1,65 bilhão, é o trecho ferroviário entre Caltanissetta Xirbi e Lercara, que é parte integrante do itinerário Palermo-Catania-Messina.

Enquanto isso, o ministro da Infraestrutura, Matteo Salvini, nomeou o ex-senador Paolo Ripamonti como assessor para a coordenação das atividades relacionadas ao reconhecimento e detecção de concessões marítimas estatais. Ele terá a função de acompanhar o dossiê de mapeamento das praias.

Similar Posts