Reservar férias online, cinco dicas para evitar fraudes

Reservar férias online confortavelmente sentado na poltrona da sua própria casa é um luxo que o século XXI nos deu. No entanto, por mais fácil e conveniente que seja acessar serviços online, é igualmente fácil ser vítima de golpes. Para evitar episódios desagradáveis, que vão desde a perda da caução, a casa inexistente à clonagem de cartões de crédito, aqui ficam cinco dicas úteis na hora de abordar os portais de reservas online.

Use apenas sites oficiais

Pode parecer trivial, mas verificar o portal que você está usando é o primeiro passo. Uma plataforma online deve ter as referências de uma loja física. Antes de proceder aos pagamentos, é por isso útil verificar se o site contém dados como número de contribuinte, número de telefone fixo, morada física. Um portal que não publica esses dados provavelmente não deseja ser rastreado. Os dados fiscais são facilmente verificáveis ​​no site institucional da Receita Federal.

Evite sair da plataforma para iniciar uma correspondência privada

Muitas vezes acontece que as pessoas saem do site oficial para iniciar negociações privadas com o proprietário, deixando-se tentar com a promessa de uma pequena poupança. Não ser persuadido a iniciar uma negociação fora da plataforma é uma boa jogada para não correr o risco de chegar ao local e não encontrar a casa para a qual reservou. Portanto, fique nos portais das plataformas certificadas onde dificilmente encontrará estruturas inexistentes.

Leia atentamente os perfis e comentários das casas para as quais você está reservando

Os portais de reservas permitem ver, além do perfil com detalhes e fotos, também as avaliações dos clientes. Se você não quer ter surpresas desagradáveis, é melhor focar naqueles que receberam altas avaliações, boas críticas e talvez até o selo de reconhecimento do site.

Não confie nos preços de barganha

Se um preço o faz pensar “é demasiado bom para ser verdade” é aconselhável fazer uma pesquisa cruzada com as outras casas disponíveis na zona onde o anúncio está presente. Se o custo da casa for inconsistente com o que normalmente é proposto, provavelmente não é uma super oferta, mas um mega roubo.

Pague apenas pelos canais oficiais

Nunca pague diretamente por transferência bancária: não confie em ninguém que lhe peça um depósito adiantado, isso é contrário aos termos de serviço. Pague apenas com cartão de crédito / paypal ou qualquer outro método permitido pelo portal que você está usando.

Finalmente, no infeliz caso de você cair em um golpe, o conselho é não desanimar, mas reagir prontamente. Recuperadas todas as conversas (e-mail, SMS, Whatsapp) com o dono da casa, serão muito úteis em caso de reclamação à Polícia Postal nas esquadras ou online. No site da Polícia de Correios e Comunicações existe uma lista de contactos das suas delegações regionais que podem ser contactadas em caso de fraude informática. A denúncia pode ser enviada antecipadamente online no site da Polícia Postal (que emitirá um recibo e um número de protocolo), sendo posteriormente confirmada no prazo de 48 horas no posto da Polícia escolhido no momento da reclamação online.

Similar Posts